Deixar o CNPJ ativo pode trazer mais problemas do que encerrar a empresa.


No Brasil, existem muitos CNPJ's ativos na Receita Federal que pertencem a empresas que já encerraram suas atividades. Saiba quais as consequências e o que pode acontecer.

Listaremos abaixo quais sãos as obrigações que ainda permanecem e como fechar uma empresa de forma correta:


Como fechar uma empresa de forma correta?


Pedir a baixa do CNPJ após o encerramento das operações é o ideal e melhor opção para todo empresário que não quer ter dores de cabeça e surpresas desagradáveis no futuro.


Manter uma empresa inativa, não exclui uma série de obrigações que devem ser realizadas pelo empreendedor, sob pena de aplicação de sanções pela Receita Federal e outros órgãos da administração estadual e municipal.


Isso acontece porque existem declarações, inclusive de inatividade, que precisam ser apresentadas aos órgãos públicos.


Mais do que recolher tributos, todas as empresas têm o dever de oferecer informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas aos órgãos de fiscalização.


Assim, deixar de apresentar essas declarações e demais obrigações acessórias, pode gerar multas a cada ano pela ausência de todas as declarações necessárias. Vale a pena resolver a baixa da empresa, mesmo com dívidas e outras pendências, do que deixar acumular obrigações que irão gerar multas pesadas no futuro.


Além disso, fraudadores podem se aproveitar do CNPJ ativo e fazer compras e empréstimos em nome da empresa.


Se você já encerrou as atividades da sua empresa e ainda possui um CNPJ ativo, não espere mais tempo para resolver!

35 visualizações
VISITE-NOS

Contabilidade Molina

R. Dr. Felice Buscaglia - 441 - 1º andar

São Mateus - São Paulo - SP

© 2020 por Contabilidade Molina. 
Desenvolvido por YWH MARKETING

logoywh.png
  • Facebook
  • Instagram